O Governo Brasileiro colabora com espionagem EUA

Em meio as denúncias de espionagem, o Governo Brasileiro lançou um novo portal www.brasil.gov.br e também uma nova “Barra Padrão” para os sites do Governo Brasileiro. O que somente alguns técnicos de computação ou alguém com algum conhecimento básico sobre monitoramento de sites pode notar, é que a proposta de “Barra Padrão” trás por padrão o código de monitoramento de uma das ferramentas do Google (veja aqui: http://barra.brasil.gov.br/barra.js )¹. Ou seja, o Governo Brasileiro esta colaborando para que todos os brasileiros sejam monitorados em todos os sites do governo pelos EUA.

Serviços alternativos e até soluções livres equivalentes é possível encontrar no mercado atualmente, por exemplo, o site www.cultura.gov.br não utiliza serviços de terceiros e sim, uma tecnologia própria e livre denominada PiWik para este tipo de monitoramento.

O serviço em questão utilizado por padrão na nova proposta de barra d no governo põe em risco não somente os usuários brasileiros, mas toda soberania e informações mais utilizadas ou acessadas nos sites do governo federal, permitindo que quem tenha acesso esse conteúdo venha desenvolver ações de estratégia contra economia ou até contra o país, é claro, além da possibilidade de rastrear todo o trafego IP de um grupo de usuários e ou de um cidadão brasileiro específico pelos sites do governo.

A prática e adoção da ferramenta de monitoramento norte americana nos portais .gov.br já é comum,  porém, a proposta agora é oficializar ela em todos os portais na barra superior do site.  Para quem utiliza esse tipo de serviço só vê gráficos bonitinhos, porém, para quem esta sendo monitorado (seja o site ou cidadão) fornece informações quais vão além das que sejam necessária para gerar esses gráficos, cujo o utilizador/contratante não tem acesso e que a empresa em questão utiliza essa informação para se especializar em fornecer seus produtos ou vender para terceiros.

Nota:
¹ Algumas horas depois desta postagem e a devida repercussão nas redes social, fui notificado por email que o código de monitoramento do Google Analytics foi removido da Barra Padrão, sendo código aberto e podendo ser conferido neste link. Considero que esta ação foi apenas um passo para fazer o Governo entender que somos capazes de criar e ter nossas próprias ferramentas e nuvem de serviços.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>